Centro Cultural Georges Stobbaerts - Dojo Aracaju

“Quando contemplo os céus que mais posso fazer do que perguntar: o que é o homem?”.(Georges Stobbaerts, 1992 - A arte do movimento e a meditação).

No ensino de hoje nada é ocultado o contexto é outro... Em instituições como Tenchi Internacional a dimensão pedagógica é importante, sendo a progressão mais lenta, estruturada para o desenvolvimento, não só no plano técnico, mas também no plano espiritual.

O estudo do Aikido, como de outras disciplinas do Budô, não está centrado unicamente na progressão técnica, mas em toda uma cultura e uma ética que é preciso assimilar. Existem normas de tempo mínimo entre as graduações e estas devem ser respeitadas. Caso contrário, se paga o preço das graduações “cenouras” (avanço em tempo muito reduzido), utilizadas como uma forma de manipulação e para aumentar adeptos.

A partir de certo grau, os valores espirituais e o estado mental têm papel determinante. Como ser chamado à sucessão, para ser um novo elo na cadeia de ensino, sem se ter assimilado devidamente e aplicado à sua própria prática ao seu próprio cotidiano?

A mecanização da forma em benefício da técnica e da eficácia, então constatadas, leva-nos a interrogar-mos acerca da fidelidade com que as artes do Budô são transmitidas – destaque-se aqui o Aikido, freqüentemente adornado pelo discurso inerte, pela falácia ou puro marketing. Torna-se desse modo, meramente desportivo, levado pelo logro de uma orientação que visa unicamente a dita eficácia (perante uma arma a eficácia é de todo muito relativa). Partilhamos do ponto de vista dos grandes mestres, onde devemos deixar de lado o Aikido de consolidação para enveredarmos pelo caminho do Aikido de conciliação.

Como nos assevera o Hanshi Stobbaerts: “As graduações têm sua importância, evidentemente, mas elas não fazem o homem. Hoje em dia as graduações Dan perderam a sua verdadeira significação. Um amigo de longa data, já falecido dizia: o cinto é a vontade. No fim do caminho, abandona-se a vontade ao grande sopro, e assim podemos libertar-nos da capa mental, do keikogi das ilusões. Mas antes de desapertar o cinto, é preciso tê-lo... Um keikogi sem cinto não passa de um pijama, e o caminho não se percorre a dormir. Que o nó da vossa decisão não afrouxe, que ninguém possa desatá-lo, a não ser vós. Quanto à cor e ao Dan, deixem isso às criançinhas e aos militares...”.

A escola Tenchi está sempre de portas abertas, com a máxima generosidade e reconhece o espírito de pluralidade, por que ela não enclausura a variedade dos ensinos do Budô num nível único, regido por uma lógica única. Não havendo, portanto, lugar ou instituição privilegiada, onde se pense julgar diferentes culturas e formas de expressão.

Hoje no Brasil, consciente ou inconscientemente, há uma tendência narcisista de sobrepujar outras práticas e formatos... Mais designadamente: outros estilos de Aikido, a pretexto organizacional ou de defesa da arte pura, tradicional. Exacerba-se então o ego, dando lugar a falsos líderes. Ao contrário disto, na escola Tenchi são propostos não apenas uma abertura e uma compreensão mais afinada, mas um convite prático e efetivo das diferentes manifestações das disciplinas do Budô. “Onde o espírito esta ausente, não pode haver Via” (Hanshi Stobbaerts).

A escola Tenchi Sergipe segue o ideal utópico de Tenchi Internacional... “Deveria haver um lugar onde todo ser humano pudesse viver livremente como um cidadão do mundo. Um lugar onde o despertar do homem e o seu progresso interior se fizessem na harmonia entre o corpo e o espírito. Um lugar onde as artes se encontrassem a fim de acordar as consciências. Um lugar consagrado a criar relações de fraternidade entre os homens e a fazer prevalecer a paz no mundo”. Tenchi 1978 – Portugal.

O Centro Cultural Georges Stobbaerts - Dojo Aracaju foi oficialmente estabelecida no nosso estado, no ano de 1998, num projeto idealizado pelo professor Paulo Roberto Nunes – 5º. Dan Tenchi Internacional – precursor no Norte / Nordeste do Brasil que, outorgou sua coordenação e implantação ao instrutor Luciano Larré, instituindo-se, como um dos projetos pioneiros na divulgação e ensino sistemático do Aikido em Sergipe. Desde então, organizam-se de forma ininterrupta estágios anuais, encontros, intercâmbios em prol de seu desenvolvimento.

Após uma dezena de anos, honra-nos receber uma segunda missão a de coordenar e implantar o Tenchi Tessen em terras sergipanas Arte criada pelo mestre Georges Stobbaerts, fruto de sua experiência nas artes em geral, elaborada em domínios diversificados. Também oriunda de sua preocupação com o atual caminho das artes marciais e da sociedade em direção à competição e a violência.

Pois então, um novo ciclo se inicia...

“Que nossos pensamentos não se tornem citações, as nossas emoções imitações, e as nossas ações caricaturas” - Tagore.

Atualmente a Associação Cultural Tenchi Sergipe esta funcionando na Rua Delmiro Gouveia, 825 - Bairro Coroa do Meio, (Próximo ao Farol) em Aracaju/SE - Brasil.

Horários - Aikido

Segunda Terça Quarta Quinta Sábado
20:15 20:00 20:15 20:00 8:30

Horários - Yoga

Segunda Quarta
19:15 19:15

Horários - Tenchi Tessen

Sábado
07:15